quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

o mais simples

Nada como a chuva
feito uma desculpa
para acalmar o corpo e o coração.


O pueril pensamento em você
faz esquecer
de qualquer coisinha comum.


É como viver um sonho acordada,
eis aí o medo... Acordar não!



Para essa felicidade que reina
comparação não há.


A simples lembrança,
o doce desejo,
o tempo lento longe de ti,
o brilho dos olhos,
o cheiro leve que acompanha o outro onde for!

Por mais tolo que possa parecer,

isso é tudo!

Um comentário:

Riso disse...

Querida chará, de nome e inclinações.
Da jovem que tenho perpétua em buscas, acertos, enganos e recomeços
vejo sua alegria e poesia
costurada, pintada e bordada
uma parte de mim.
Prazer em conhecê-la!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...