quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Maratona

"O tempo e a paciência são dois eternos beligerantes".
Léon Tolstoi


imagem

Corre, corre vida.
Avança sem armas de fogo.
Só fogo de amor.
Grita sem palavras afiadas.
Só doces e amendoadas.

Corre, corre depressa tempo.
Que o dia tem hora marcada.
Que a noite tem preocupações instaladas.
Que a madrugada tem orgasmos
ou saudade molhada.

Corre, corre hora.
Agarra seus minutos,
que o sol já estrelou alguns segundos.
Que a panela já pegou pressão.
E as buzinas dissiparam a solidão.


2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

"O tempo que passa não passa depressa. O que passa depressa é o tempo que passou."

Beijo.

Marisa Matos disse...

Bem assim mesmo, Arroz!
:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...